(19) 3500-1700  •  Consultare – Centro Médico Acessível

Exames ginecológicos: saiba quais auxiliam na prevenção da saúde da mulher

Os exames ginecológicos costumam ser uma forma dos médicos analisarem se a saúde da mulher está com tudo em dia, realizando um check up de maneira preventiva.

Justamente por isso, é recomendável que pelo menos uma vez por ano você faça uma consulta ao seu ginecologista para pedir esses exames.

É com esse tipo de avaliação que você consegue prevenir doenças ou até mesmo diagnosticar alguma situação logo no começo, como sangramentos que não são menstruais, dores pélvicas e corrimentos.

E se você tem dúvidas sobre como ocorrem os exames ginecológicos, nossa missão com esse artigo é te ajudar com cada uma delas.

Vem com a gente!

Como funciona a consulta ginecológica?

A primeira consulta ao ginecologista pode ser feita assim que você inicia a sua vida sexual ou assim que começa a menstruar.

Não há motivos para ter medo desse processo, pois o primeiro contato costuma servir apenas para o médico te repassar orientações sobre higiene, cuidados, prevenções, sexo seguro e semelhantes.

E se quando houver a necessidade de começar os exames, tenha sempre em mente que esses são procedimentos necessários para avaliar a sua saúde e garantir o seu bem-estar.

De quanto em quanto tempo deve ser feita a consulta ginecológica?

O ideal é que a consulta ginecológica seja feita pelo menos uma vez por ano depois da primeira menstruação, para que sua saúde seja avaliada e o médico te repasse informações sobre métodos contraceptivos e prevenção de doenças sexualmente transmissíveis. 

Mas você pode quebrar esse prazo de visita ao ginecologista a cada um ano em alguns casos, como mudanças na menstruação (atraso, alteração na cor), hemorragias, sangramento vaginal, tentativas de engravidar, surgimento de nódulos, manchas e feridas na vagina, entre outros casos semelhantes.

Quais exames ginecológicos são comuns de serem solicitados?

Abaixo, fique por dentro dos principais exames ginecológicos que podem ser solicitados por seu médico!

Toque vaginal

Dentre os exames ginecológicos mais comuns, temos o toque vaginal em primeiro lugar.

Nele, a mulher é deitada e o profissional coloca os dedos em sua região genital, enquanto uma mão fica no abdômen.

É com essa técnica que é possível diagnosticar doenças inflamatórias pélvicas e também a endometriose.

Papanicolau

É importante saber que dos exames ginecológicos, esse é um dos que só pode ser feito em mulheres que já tiveram relações sexuais ou que tenham mais de 21 anos de idade.

Isso porque, no papanicolau, o profissional coleta escamações externas e internas do colo da mulher.

Esse procedimento é feito com um espéculo para abertura e uma espátula de madeira e escovinha para realizar a coleta.

Então, a amostra recolhida é levada para laboratório, permitindo que se analise as chances de infecções vaginais que podem agravar para um câncer de colo do útero.

Exame de mama

É comum que a consulta ginecológica tenha o exame de toques nas mamas, para detectar a presença de algum nódulo.

Esse diagnóstico também pode ser completado com ultrassonografia.

Além do mais, as mulheres com mais de 40 anos de idade precisam fazer a mamografia todos os anos, para diagnosticar a presença ou ausência do câncer de mama, um dos mais comuns do Brasil, com cerca de 2,1 milhões de casos novos por ano.

Colposcopia

A colposcopia é feita com a mulher deitada na maca do ginecologista, com as pernas abertas.

Assim, ele consegue observar a sua região íntima com um binóculo, aplicando também alguns produtos para verificar se há alterações.

O processo é indolor, mas  a aplicação de produtos pode causar desconfortos, como ardência.

Vulvoscopia

Assim como a colposcopia, neste exame ginecológico o profissional insere algumas substâncias na região que está analisando, para realçar as cores do local.

A diferença é que a vulvoscopia tem como objetivo examinar somente a vulva da mulher.

Ultrassonografia pélvica

Também conhecido como ultrassom transvaginal, esse é um dos exames ginecológicos que analisa o útero e ovários da mulher.

Na prática, o profissional coloca um aparelho nomeado transdutor no abdômen e depois dentro da vagina.

Com isso, é possível detectar doenças como endometriose, ovários policísticos, sangramentos vaginais e gravidez ectópica.

Exame de Sangue

Por fim, temos o exame de sangue como um dos principais exames ginecológicos solicitados.

Aqui, é retirado um pouco de sangue da mulher e enviado para análise em laboratório.

O mais comum dos exames de sangue é o hemograma completo, que permite o rastreio de várias doenças e que se analise os hormônios femininos.

Exames ginecológicos a partir de idade da mulher

Abaixo, separamos os exames ginecológicos mais indicados de acordo com cada faixa etária. Confira!

Exames preventivos até 20 anos

Assim que acontecer a primeira menstruação ou relação sexual, a mulher deve procurar um ginecologista.

Aqui, o médico irá dar orientações sobre o ciclo menstrual, ovulação, métodos de prevenção de gravidez e como evitar as doenças sexualmente transmissíveis.

O ginecologista também pode aferir sua pressão, verificar o seu peso, examinar as mamas e genitais.

Os exames ginecológicos mais comuns nessa faixa etária são: 

  • ultrassom pélvico;
  • ultrassom das mamas;
  • exames de infecções sexualmente transmissíveis (ists);
  • exames de sangue.

Exames preventivos acima de 20 anos

Acima dos 20 anos de idade, o ginecologista dá orientações mais focadas na alimentação, questões sexuais, exercícios e algumas vacinas.

Na questão de exames ginecológicos, os mais comuns nessa faixa etária são:

  • ultrassom pélvico;
  • ultrassom das mamas;
  • papanicolau;
  • mamografia;
  • colposcopia;
  • exames de infecções sexualmente transmissíveis (ists);
  • exames de sangue.

Exames preventivos acima de 50 anos

Acima dos 50 anos, é comum que as mulheres estejam na fase da menopausa, mas não é incomum que se menstrue até os 55 anos, por exemplo.

Como nessa faixa etária os hormônios femininos vão diminuindo, o médico pode avaliar a necessidade ou não de reposição hormonal.

Além disso, a consulta deve ser mais frequente por conta do risco maior de alguns tipos de câncer e doenças cardiovasculares.

Os exames mais comuns de serem feitos nesse momento da vida são:

  • ultrassom pélvico
  • ultrassom das mamas
  • papanicolau
  • mamografia
  • colposcopia
  • exames de sangue
  • ultrassom de tireoide
  • densitometria óssea
  • colonoscopia
  • exames cardiológicos

Quais exames ginecológicos são considerados de rotina independentemente da idade?

Independentemente da idade da mulher, os exames ginecológicos que são considerados de rotina e podem ser solicitados por seu ginecologista são:

  • toque vaginal;
  • papanicolau;
  • colposcopia;
  • vulvoscopia;
  • exame clínico das mamas;
  • exame especular;
  • videocolposcopia. 

Qual a importância da realização dos exames ginecológicos

Os exames ginecológicos são importantes na vida de uma mulher, pois através deles é possível diagnosticar e tratar diversas doenças que acometem apenas o sexo feminino.

Por exemplo, ao apalpar as suas mamas, o ginecologista pode encontrar irregularidades, nódulos, secreções e ardências em sua pele que podem significar algo.

No exame pélvico de toque, o tamanho dos seus órgãos genitais e posições também podem ser avaliados, identificando a presença de dores ou tumorações.

Por isso, não ignore essas consultas. E se a sua rotina for muito corrida, lembre-se que a telemedicina está aí para facilitar seus atendimentos médicos.

Realize seus exames ginecológicos com a ajuda da Consultare!

Conclusão

Como você viu ao longo deste artigo, os exames ginecológicos são fundamentais para cuidar da sua saúde e prevenir doenças.

Os mais comuns deles, independentemente da faixa etária, são:

  • toque vaginal;
  • papanicolau;
  • colposcopia;
  • vulvoscopia;
  • exame de mama;
  • ultrassonografia pélvica;
  • exame de sangue.

Agora que você já está por dentro de tudo sobre os exames ginecológicos, resta saber: suas consultas médicas estão em dia?

Mais Artigos

Redução de Acidentes com a Implementação do Exame Toxicológico: Um Marco na Segurança Viária

Na Clínica Consultare, temos o compromisso de oferecer serviços médicos de alta qualidade e acessíveis a todos os nossos pacientes. Entendemos a importância de ter acesso a exames de imagem precisos e confiáveis para o diagnóstico e tratamento adequado de diversas condições médicas. Por isso, aceitamos o convênio Unimed para nossos serviços de ultrassom e raio-X, proporcionando uma opção conveniente e econômica para cuidar da sua saúde.

Saiba Mais +

Bem-Estar no Trabalho: Estratégias para Equilibrar a Vida Profissional e Pessoal

Na Clínica Consultare, temos o compromisso de oferecer serviços médicos de alta qualidade e acessíveis a todos os nossos pacientes. Entendemos a importância de ter acesso a exames de imagem precisos e confiáveis para o diagnóstico e tratamento adequado de diversas condições médicas. Por isso, aceitamos o convênio Unimed para nossos serviços de ultrassom e raio-X, proporcionando uma opção conveniente e econômica para cuidar da sua saúde.

Saiba Mais +

Exame Toxicológico: Condutor, O Prazo de Regularização está Acabando!

Na Clínica Consultare, temos o compromisso de oferecer serviços médicos de alta qualidade e acessíveis a todos os nossos pacientes. Entendemos a importância de ter acesso a exames de imagem precisos e confiáveis para o diagnóstico e tratamento adequado de diversas condições médicas. Por isso, aceitamos o convênio Unimed para nossos serviços de ultrassom e raio-X, proporcionando uma opção conveniente e econômica para cuidar da sua saúde.

Saiba Mais +